Tributação de bebidas esta mais rigorosa no Rio

 
Os valores que,obrigatoriamente, devem servir de base de cálculo do ICMS cobrado nas operações com chopes, refrigerantes, água mineral e bebidas isotônicas e energéticas por meio da substituição tributária, no Rio de Janeiro, agora são determinados pela Secretaria da Fazenda do Estado. Na hipótese de venda da mercadoria por preço inferior ou superior ao estabelecido, qualquer compensação do imposto será vedada. As mudanças foram instituídas pela Resolução nº 518, publicada no Diário Oficial do Estado.
 
Fonte: Diário Oficial do Estado/RJ